sexta, 01 de setembro de 2017

Operação Corta Fogo

Carlos Alberto Ferreira Leão a direita

A Fundação Florestal, órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente do Estado, promoveu nesta quinta-feira, 31 de agosto, na sede da Estação Ecológica de Ribeirão Preto, evento para divulgação da Operação Corta Fogo, que visa prevenir incêndios florestais, e o plantio simbólico de mudas de espécies nativas para marcar o início do projeto de restauração da popular Mata de Santa Tereza, que teve 90 de seus 181 hectares destruídos por um grande incêndio há exatamente 3 anos.

O início do projeto de restauração da Mata de Santa Tereza tinha seu início previsto para iniciar em 2014, porém foi na última terça-feira (28) que teve seguimento, com a assinatura do termo de início do projeto entre a Fundação Florestal e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CTPM), que aceitou participar do projeto pela necessidade de realizar compensação ambiental por causa dos impactos ao meio ambiente de suas operações com trens na Região Metropolitana de São Paulo. O objetivo desse acordo é a recuperação de 40 hectares da vegetação natural da Estação Ecológica.

A Leão Engenharia, assim como a CTPM, pela necessidade de realizar a compensação ambiental de 42,6 ha, proveniente da expansão da extração de basalto na Pedreira Santa Isabel, deu início no ano de 2009 o processo de licenciamento ambiental da atividade. Para dar continuidade a esse processo será necessário a elaboração de projeto executivo referente a compensação ambiental e em seguida submeter a aprovação pelo conselho gestor da Estação Ecológica. Esperamos em breve dar seguimento a esse processo de aprovação do projeto e assinatura do termo de início do mesmo.